Facebook

Navigation Menu

27 de agosto de 2010

'Dei o meu melhor. É difícil dizer o que faltou', diz Miss Brasil

A Miss Brasil 2010 Débora Lyra está a caminho do Brasil depois de disputar o título de Miss Universo em Las Vegas. Apesar de não ter se classificado nem entre as 15 finalistas do concurso, a musa diz estar tranquila e espera cumprir ainda muitos compromissos como mulher mais bela do país.


“O resultado final foi merecidíssimo, mas as coisas nem sempre saem como a gente espera. Ainda assim estou tranquila, de cabeça erguida, e bola para frente agora”. Sobre os planos para o futuro, ela espera chegar ao Brasil para organizar a agenda e traçar novos projetos.

Débora, 20 anos, era considerada uma das favoritas ao título, segundo a organização do Miss Brasil, mas a bela não chegou à final do concurso, que ocorreu na segunda-feira (23). O Brasil só venceu o Miss Universo duas vezes, em 1963, com Ieda Maria Vargas, e em 1968, com Marta Vasconcellos. A eleita Miss Universo 2010 foi a mexicana Jimena Navarrete.


“Eu dei o meu melhor. É difícil responder o que faltou porque não sei qual a visão dos jurados", afirma a miss.



Antes de embarcar para Las Vegas, Débora fez cursos de oratória, línguas e enfrentou dietas e academia. “Participo de concursos de beleza desde os 12 anos e estava em Minas Gerais há dois anos me preparando para esse concurso. Havia muita expectativa”, afirma.

Para o empresário Boanerges Gaeta Júnior, responsável pela organização do Miss Brasil, para ser eleita Miss Universo a candidata tem que estar "em seu dia" e fazer o gosto dos jurados. "É muito difícil saber exatamente o que levou à vitória de uma ou outra candidata, porque nem sempre o que eu gosto é o que você gosta, e são muitos jurados. Mas o que observei é que as finalistas eram garotas muito magras, com o perfil 'top model', e esse não é o perfil da Débora. Acho que isso contribuiu".

A observação de Gaeta Júnior deve levar a mudanças no Miss Brasil 2011. "Será uma preocupação levar uma candidata com esse perfil de modelo internacional, fininha, sem os traços comuns à maioria das brasileiras, como o quadril mais largo. Isso é uma coisa que nos acompanha desde os tempos da Martha Rocha, que deixou de ganhar por medidas a mais no quadril", afirma o empresário.

Débora nasceu no Espírito Santo e morou dois anos em Minas Gerais, estado que representou no Miss Brasil, para se preparar para o concurso. De volta ao Brasil, a miss deve morar no Rio de Janeiro. Até passar adiante a faixa de Miss Brasil, a estudante de jornalismo permanece afastada dos estudos, por questões contratuais.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

1-Comente apenas sobre o conteúdo da postagem, caso o comentário aborde outro assunto que não seja o exposto no texto, ele será excluído.
2-Não use palavras de baixo calão.
3-Se deseja comentar , reclamar ou participar das redes sociais do site, é só clicar no link desejado.

APROVEITE NOSSO CONTEÚDO NAS REDES SOCIAIS!

Instagram
Twitter
Facebook
TV Beleza Sergipana
Assine nosso feed
Entre em contato conosco